Bate-papo: Crise dos 19 anos

17:47 Lorranne 1 Comments



Então, depois de mil posts de vários tipo, venho aqui fazer um post a lá "Seven of October", tipo desabafo.
É que assim, você já viu uma pessoa, na mesmíssima situação em que você já esteve um dia e sentiu saudades de quando era você? Quer dizer, muitas saudades mesmo, chega a doer, pois bem, passei por isso ontem. Não é bem inveja, inveja é quando a gente deseja que a pessoa perca o que tem e você passe a ter certo? E eu já tive, e sei que não posso nem tem como eu ter novamente, e eu de coração não quero que a pessoa perca o que tem, afinal, não seria justo.
Acontece que ultimamente minha vida tem estado quase perfeita, entende, quase, estou trabalhando em um ambiente que une psicologia com empreendedorismo, estou fazendo um curso que tem me enriquecido cada dia mais, porém, o "campo" da minha vida que eu mais cultivei e decorei durante minha vida tem andado abandonado, porque é um lugar que eu não consigo cuidar sozinha. Já deu pra sacar que estou falando da minha vida amorosa certo? Acontece que desde que eu me lembro por gente eu sou uma romântica doente, daquelas que sonha em receber cartas, ganhar flores, e o mais importante, de me casar, sabe, casar ter filhos, netinhos, ficar velhinha com a mesma pessoa do meu lado sempre, passar por todos os problemas e dificuldades de uma vida a dois e superá-los. Esse é o meu maior sonho, pode ser meio "amélia" pra mim, mas é a realidade.
Sempre fui assim, "quenenzinho" aquelas menininhas de filme romântico da Disney, porém sabe como é, a vida vai desiludindo a gente e sem querer vamos ficando cada vez mais frios, eu estou nesse processo, eu sinto isso, e não quero sabe, quero continuar a romântica iludida de conto de fadas que sou, mas eu percebo que mudei muito, que já não consigo me apaixonar como antes e isso me deixa mal, eu quero viver um grande amor, porque é a única razão pela qual eu quero viver. Sei que foi meio radical mas, mais uma vez é a mais pura realidade, é o que eu sinto. Tipo, eu nasci pra amar. Simples assim.
Enfim, tenho andado um pouco cansada de ficar feliz pelos casais que eu junto, pelos meus ex's que estão felizes, tenho andado cansada de achar que acertei e errar mais feio que antes, quero alguém que tenha paciência, que entenda que eu sou romântica, mas aprendi a ter medo, no mundo de hoje ser sensível é sinal de fraqueza, e gente fraca é alvo fácil pra quem só quer sacanear, daí meu medo absurdo. E por não achar ninguém assim, ou por já ter achado e ter perdido, surge essa sensação horrível chamada medo de ficar sozinha. Ai ai, sei que não sou só eu que tenho isso, mas as vezes parece que é, parece que só eu estou nessa crise dos 19.
Mas tá, chega de desabafos sem sentido. Acho que por hoje chega de mim, boa noite galera. 3bjs pra vocês. 

Um comentário: