Experimente: O Palhaço

14:07 Lorranne 1 Comments



Antigamente tinha aversão total a filmes brasileiros, do tipo que simplesmente ignorava todos quando ia a locadora, mas também não é pra menos, filmes com títulos similares a "Trair e coçar, é só começar" não eram atrativos pra mim nem aqui nem na Finlândia. Mas é notável que de uns tempos pra cá a industria cenográfica brasileira aprendeu a diferença de filme porno para filme convencional. O que é muito bom, afinal temos ótimos profissionais, uma criatividade incrível e estávamos simplesmente desperdiçados.
Posso citar um monte de filmes que me cativaram nos últimos tempos, mas hoje quero falar de um especificadamente, a criação mais linda e simples, que eu já vi do cinema brasileiro, O Palhaço.
Com roteiro, direção e protagonização de Selton Mello (com quem ainda vou me casar. Ok, isso foi um momento nada profissional) o filme consegue faze com que o espectador se emocione, se identifique e pense sobre a própria vida.
Basicamente, O Palhaço conta a história de Benjamin, um rapaz tímido e meigo que administra um circo, juntamente com seu pai, Valdemar. Apesar de ter nascido na estrada, e ser um palhaço talentoso, chega um momento na vida de Benjamin em que ele vive um profundo conflito de personalidade, tudo começa com seu desejo, aparentemente trivial de ter um ventilador, porém com o pouco salário que tem não consegue comprar um sem que seja parcelado, o que é impossível pra ele pois não tem residência fixa, e nunca fez uma identidade, outro motor do seu conflito. Quando Valdemar percebe que seu filho está tendo grandes problemas com a vida circense decide dar carta branca pra que ele se estabeleça fixamente em algum lugar. Sendo assim, Benjamin desligasse do circo para ir morar em Passos, cidade onde Ana, uma moça que conheceu quando ainda se apresentava no circo, mora; ao chegar lá consegue um emprego, faz sua identidade e sai em busca de Ana, mas infelizmente a encontra noiva e de casamento marcado. Após a desilusão Benjamin tenta continuar com sua vida normal, mas percebe que a única coisa que gosta mesmo de fazer é ser palhaço, o que faz com que ele volte para o circo.
A história é simples e gostosa de assistir, além do mais o filme trás em si muitas lições.
Outro fato é que além dos vários prêmios que já ganhou, o filme é o representante brasileiro para o Oscar 2013.
Não só recomendo como acho que todo mundo deveria assistir! Deixo o trailer aqui pra vocês terem um gostinho do que é esse filme genial:




"Eu faço todo mundo rir, mas e quem vai me fazer rir?"
-Benjamin

"O gato toma leite, o rato come queijo, eu sou o palhaço e você?"
-Valdemar

Um comentário:

  1. Quando saiu o filme, eu fiquei louca pra ir assistir, mas como na minha cidade não tem cinema, e depois eu fico com preguiça de ir alugar filmes, então perdi o tesão ._.

    ResponderExcluir