Parafraseando Shakespeare

17:18 Lorranne 0 Comments



Na minha eterna e sempre inacabada busca pela minha real vocação, abracei mais uma área de estudo, dessa vez galera fugindo a todas as expectativas possíveis, resolvi fazer engenharia de alimentos. Na verdade, minto, não resolvi, foi mais uma imposição do destino do que uma escolha em sã consciência. Foi uma imposição tão bem imposta, que me surgiu a minha dúvida de ser ou não ser. E quando eu vi, eu era. Já tinha realizado a matrícula, e já estava a poucos dias do começo das aulas.
A problemática da história começou bem aí, aliás, mais precisamente no segundo dia de aula, na apresentação do cronograma curricular do curso. Euzinha sempre tive aptidão nata por humanas, e de repente me vi em um curso que mesclava matérias da vertente de química, matemática e até da minha temida física. E agora? O que fazer? Viver esse desafio e talvez me surpreender comigo mesma lá no final, ou sair correndo como louca na primeira oportunidade? Confesso que tenho pensado bem nessa segunda opção nos últimos dias, mas claro que bate aquela medinho de arrepender depois.
Se eu estou arrependida da minha escolha lá no início? Nem um pouco. Já pensou se desisto da vaga sem nem tentar? Mas a vida é assim. Quando falamos de escolhas, é difícil dizer o que é realmente certo ou errado.
Vocês já passaram por esse tipo de impasse?
Vamos conversar :)

0 grandes pessoas comentaram: